Seu filho 5-11 anos

A família: um valor fundamental para as crianças

A família: um valor fundamental para as crianças


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A família, ajuda a crescer! Gabin, Enzo e Leila nos dão uma definição muito pessoal. E para Dana Castro, psicoterapeuta, a visão deles é bastante lúcida.

Gabin, 4 anos e meio

  • "Na minha família, papai, Rose, Gaetan, eu e mamãe, provamos, comemos, brincamos ... Com minha avó, lavo as batatas e a salada."

A palavra do profissional

  • O que Gabin mostra: ele nos descreve uma família muito concreta, é normal aos 4 anos de idade. Sua vida é pontuada por rituais tranquilizadores: ele tem gosto, toca ... A família é um marco. Ela traz para ele uma estrutura que a estrutura no tempo, no espaço e na vida cotidiana. Graças aos diferentes indivíduos que o compõem, ele amplia sua visão de mundo: com a avó, cozinhamos, com a mãe, provamos ...
  • O que fazer? Uma criança dessa idade se apropria da família e aprende a encontrar seu lugar lá. Precisamos ajudá-lo a consolidar esses links, contando sobre seus avós, contando histórias, criando seus próprios álbuns de fotos da família ...

Enzo, 5 anos e meio

  • "A família é quando você tem pais, irmãos e irmãs, não é entediado, pais e mães, eles formam uma família ... caso contrário, eles estariam sozinhos, é melhor uma família".

A palavra do profissional

  • O que Enzo mostra: qual é o sentido da família? Para estruturar sua vida interior! Aos 5 anos, Enzo pode associar o conceito "família" a uma noção abstrata: não fique entediado. Ele lhe dá uma dimensão relacional. Enzo faz um julgamento muito encantador: uma família é melhor do que qualquer coisa!
  • O que fazer? Atenda à necessidade dele de se comunicar cada vez mais importante. Favorecer as trocas: preparando juntos um jantar que ocorre em torno de uma mesa e não em frente à TV, convidando seus primos, preparando cartões juntos para o ano novo ...

Leila, 7 anos

  • "A família, costumava brincar com os primos, para se proteger, podemos nos machucar, avó, mãe, avô e pai me protegem ... Se não houvesse pais, não haveria filhos! 'não teria uma casa.'

A palavra do profissional

  • O que Leila mostra: é dentro da família que a criança aprende a encontrar segurança, ela está certa. Uma condição importante para se sentir forte no mundo! Leila está em um estágio que lhe permite introduzir noções abstratas à idéia de família. Ela acrescenta um marco geracional com uma relação de causa e efeito: sem pais, sem filhos!
  • O que fazer? 7 anos é a idade da razão. A criança precisa se sentir segura, mas precisa aprender a se proteger. Tornar-se autônomo está no programa. Ele pode cuidar de seus negócios, preparar sua mochila ...

Agnès Barboux com a colaboração de Dana Castro, psicoterapeuta, autora de Ça va pas fort à la maison, A criança e as preocupações dos grandes, ed. Albin Michel